Agora a Carteira de Trabalho também é Digital.


O Ministério do Trabalho lança versão digital da CTPS. A mudança vai assegurar facilidades para trabalhadores e empregados, com redução da burocracia e custos.

A medida deve gerar economia de R$ 888 milhões, segundo estimativas da Secretaria de Governo Digital do Ministério da Economia, que coordena a transformação digital no governo federal. Mas quem mais se beneficia é o cidadão, a estimativa de economia para os usuários é de aproximadamente R$ 739 milhões, enquanto para o governo é de R$ 149 milhões.


O documento digital está previamente emitido para todos os brasileiros e estrangeiros que estejam registrados no Cadastro de Pessoa Física (CPF). No entanto, cada trabalhador terá de habilitar o documento, com a criação de uma conta de acesso no endereço www.gov.br/trabalho.

Lembrando que não se equipara aos seguintes documentos de identificação:

a)carteira de identidade;

b) carteira de trabalho;

c)carteira profissional; d) passaporte; e) carteira de identificação funcional; f) outro documento público que permita a identificação do indiciado.


Mas, e os benefícios?

• Agilidade na solicitação do documento; • Maior aproveitamento das vagas disponíveis, reduzindo o tempo médio de atendimento; • Redução da burocracia e custos; • Agilidade no acesso às informações trabalhistas, possibilitando ao trabalhador fiscalizar seus vínculos trabalhistas; • Integração das bases de dados do ministério da economia.


A mudança só contribui para tornar mais ágil o rendimento e trabalho de ambos os lados, contratante e contratado.

jlvieiraadvogados.com ⚖️

Assine nosso newsletter e continue atualizado.

13 visualizações0 comentário