Para empreender é preciso conhecimento e comportamento

Em tempos difíceis como o que atravessamos, a dificuldade para ingressar ou retornar ao mercado de trabalho tem levado muitas pessoas a abrir seu próprio negócio para sobreviver e ganhar algum dinheiro. São os novos empreendedores que muitas vezes se arriscam sem o necessário conhecimento mantendo um comportamento passivo e equivocado.


Como empresário e consultor de negócios, diariamente visitamos empresas que possuem um grande potencial de sucesso, mas a falta de conhecimento técnico e a persistência em manterem um comportamento de empregado ou amigo, os empurram na direção do fracasso.

O que estas pessoas precisam entender é que não faz nenhum sentido ser empresário e não ganhar dinheiro. Não é logico ser dono de uma empresa e viver apenas com as dificuldades inerentes a esta opção. Em muitas empresas encontramos empresários endividados, sem uma retirada mensal, mas com um custo elevadíssimo para sustentar a operação. Porque? Qual o sentido de viver permanentemente no olho do furacão?


Apenas 4 em cada 10 empresas abertas no Brasil sobrevivem após 5 anos e o motivo é o comportamento inadequado do empresário que permanece pensando como funcionário e não consegue se colocar diante de fornecedores, clientes e funcionários como dono do negócio. Estas pessoas não planejam, não conhecem a operação, não sabem o que ou como fazer para serem lucrativas. São noites sem dormir pensando em como pagar fornecedores, funcionários, impostos, assumindo riscos desnecessários que poderiam ser superados, minimizados, se soubessem o que estão fazendo.




A sua empresa não é uma ONG! Você precisa ganhar dinheiro! Você precisa mudar o seu modo de enxergar o futuro! Você precisa ser ambicioso! Você precisa ser feliz com o que faz!

Pense! Você é dono de uma empresa (não importa o tamanho) e tem direitos e deveres. Os deveres fazem parte do jogo e não podemos fugir deles. Mas, os direitos é você quem define, busca e consegue. Portanto, antes de se aventurar no mercado planeje, fale com especialistas, conheça o máximo possível do que você viverá e, quando estiver pronto, avance e seja feliz.


Fonte: JusBrasil

10 visualizações0 comentário