Por que o advogado é tão importante para a sua micro ou pequena empresa?

No Brasil, muitas pessoas têm o sonho de investir em um negócio próprio. Nos últimos anos, o número de MEIs (Microempresário Individual) e EPPs (Empresa de Pequeno Porte) vem tendo uma enorme crescente no país. Segundo dados do SEBRAE, 99% dos estabelecimentos existentes no Brasil, são MPEs (Micro e Pequenas Empresas), bem como estas correspondem a mais de 50% dos empregos de carteira assinada no mercado de trabalho.

Isso mostra que o povo brasileiro sabe empreender, contudo, nem sempre sabe ser empresário. O empreendedor é um o idealizador, que abre um negócio, e, muitas das vezes, falha, justamente por não ser empresário, que é quem perpetua o negócio no mercado.

É normal antes de se abrir um negócio idealizar coisas como, um bom nome, uma boa logotipo, um bom local e etc, como também organizar os investimentos, em marketing, material de trabalho, pessoal, dentre outras coisas. Contudo, na maioria das vezes, por uma equivocada cultura, se recorre a um contador para "abrir sua empresa"; guardado o total respeito aos contadores, CONTADOR NÃO É ADVOGADO! Isso quando não se busca um modelo de contrato social na internet, o que pode ser ainda pior.


O CONTRATO SOCIAL é o documento MAIS IMPORTANTE para uma empresa, nele se determinara o tipo jurídico empresarial do negócio (somente um advogado saberá determinar, junto ao empreendedor, o melhor tipo jurídico empresarial), o nome da empresa, sede, administradores, planejamento sucessório, dentre outras coisas que são de suma importância para um desenvolvimento seguro do negócio.


Além da elaboração de um BOM CONTRATO SOCIAL, o advogado atuará de forma direta na OTIMIZAÇÃO DE LUCROS. Qualquer atividade negocial, seja ela relacionada a serviços ou a mercadorias, envolverá RELAÇÕES CONTRATUAIS, seja no prestando um serviço ou vendendo uma mercadoria, adquirindo uma mercadoria ou contratando um serviço, para isso, um somente um advogado poderá elaborar um bom contrato e orientar os administradores da empresa a procederem de forma a evitar conflitos judiciais, o que, consequentemente, cominaria em prejuízo.


Outro ponto que o advogado é de EXTREMA IMPORTÂNCIA em uma micro ou pequena empresa, é na CONSULTORIA TRABALHISTA e no PLANEJAMENTO TRIBUTÁRIO. Lidar com funcionários é algo muito sério e de extrema importância, que poucas empresas sabem fazer e quebram por isso, por não observar os direitos trabalhistas e, por isso, não se planejar financeiramente para corresponder a todos os gastos de um funcionário.



O planejamento tributário se faz importante em um ponto de vista de projeção de gastos e ganhos, prevendo retenções, recolhimentos e compensações de tributos.

Visto isso, investir em um advogado é tão importante quanto investir, por exemplo, no marketing do negócio, uma vez que, se evitara desgastes e prejuízos judiciais, mantendo o administrador informado sobre mudanças legislativas e fazendo os negócios trilharem uma marcha progressiva, transformando o empreendedor em um empresário.


Fonte: JusBrasil




3 visualizações0 comentário